Avançados, Para Anfitriões

Como funciona a caução de aluguel por temporada?

como funciona o caução de aluguel

Entender como funciona a caução de aluguel por temporada é muito importante. Você, como proprietário, precisa ter a garantia de que o hóspede arcará com possíveis danos causados ao imóvel durante uma estadia.

A caução de aluguel por temporada dá maior segurança para as partes, já que ambas saberão que alguns dos riscos da negociação estarão minimizados, tornando a presença do hóspede muito mais tranquila.

Como funciona a caução de aluguel por temporada?

Diferentemente da caução para o aluguel tradicional, que tem por objetivo ressarcir inadimplências no pagamento do aluguel e danos causados, a caução no aluguel de temporada tem como objetivo exclusivo o ressarcimento de danos causados pelo hóspede. Isso porque, via de regra, o valor total da reserva é pago integralmente antes do check in.

A Lei 8.245/1991, no seu artigo 49, reconhece a possibilidade da cobrança de caução para o aluguel de temporada. Apesar de não haver um valor mínimo, nem máximo, estipulado legalmente, a prática mais comum é cobrar até 30% do valor do aluguel. Outra ideia é cobrar 10% sobre o valor estimado da mobília da propriedade. 

Apenas lembre-se de que, independentemente de como escolher fazer, você deve prezar pela competitividade dos valores do seu aluguel. Se a locação for muito cara e a caução muita alta, você pode desencorajar o hóspede a fechar negócio.

Como utilizar a caução? 

É importante ter em mente que a caução não é uma maneira de ganhar mais dinheiro com o aluguel de temporada. O valor pago à título de caução deve ser devolvido ao hóspede ao final da estadia, a não ser que um dano tenha sido causado. 

Lembre-se que a propriedade sofre desgastes causados pelo tempo e pelo uso contínuo. Então, se após a saída do hóspede você perceber, por exemplo, um sifão vazando ou uma mancha no piso, não necessariamente você deve reter a caução. Esses são casos clássicos de deterioração natural da propriedade com os quais o proprietário deve arcar. 

Para utilizar a caução corretamente, recomendamos que você faça uma lista de itens que serão vistoriados antes e depois da reserva e informe ao hóspede. Assim, ele estará consciente dos danos pelos quais poderá ser cobrado. É claro que essa lista não precisa ser restritiva. Caso haja algum dano visível, mas não listado, a caução pode e deve ser retida. Porém, um inventário bem feito certamente ajudará na sua organização e segurança.   

Por fim, não custa ressaltar que o hóspede deve ser informado acerca da cobrança da caução antes mesmo de fechar a reserva. Em plataformas de intermediação online, como o Airbnb, isso já é feito automaticamente se você tiver programado um valor.

Caso você esteja fazendo aluguéis direto com os hóspedes, sem intermediação de plataformas, lembre-se sempre de conscientizá-los acerca da caução antes de fechar negócio. Inclua no contrato de aluguel de curta duração o valor a ser cobrado, a forma de recolhimento, os requisitos de vistoria e como será feita devolução ao final da estadia.

Caução no Airbnb

Anfitriões de Airbnb possuem o direito de cobrar o caução no valor de $100,00 a $5.000,00 pelo uso da propriedade, o qual será definido pelo próprio anfitrião no momento da criação do anúncio. Esse valor é denominado Depósito de Segurança e é exibido aos hóspedes antes da realização da reserva. 

Para acionar o Depósito de Segurança, os anfitriões devem seguir os Termos e Condições da Garantia ao Anfitrião. Por meio dessa política, anfitriões tem o direito de requerer o ressarcimento por danos causados pelos hóspedes até a entrada de um novo hóspede ou até 14 dias após o fim da estadia (o que acontecer primeiro). 

O procedimento funciona da seguinte maneira: ao perceber um dano, o anfitrião deve tirar fotos e recolher provas do dano causado, juntamente com comprovantes do valor requerido (por exemplo, orçamentos ou notas fiscais de itens comprados). Então, enviar a cobrança para o hóspede, por meio da plataforma. Caso o hóspede não realize o pagamento, a Central de Resoluções será acionada e o Airbnb mediará a situação. 

Na pior das hipóteses, como plataforma parceira da comunidade de anfitriões, o Airbnb conta com um seguro de até US$1.000.000,00 para danos causados por hóspedes à propriedade. 

Conclusão

Como pode ver, existem soluções diversas para que você tenha tranquilidade e segurança ao alugar o seu imóvel para temporada. Agora que já sabe disso, procure adotar a medida que melhor atende seus interesses e realize a locação de forma acertada.

Se gostou de saber como funciona o caução de aluguel por temporada, entenda também se condomínio pode proibir aluguel por temporada!

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *